Homens e Mulheres recorrem aos procedimentos estéticos para elevar a autoestima e ficar ainda mais radiante

Cresce em todo o país o número de pessoas que buscam realizar procedimentos estéticos, seja para elevar a autoestima ou para ficar mais bonita. Aliás, não tem coisa melhor do que estar bem consigo mesmo, não é?

O último dado divulgado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mostra que a procura pelos tratamentos estéticos não invasivos, entre os últimos anos, cresceu absurdamente.
Com a chegada da Covid-19, muitas mulheres estão aderindo a micropigmentação para os olhos, já que o realce no rosto com o uso da máscara, está nos olhos e sobrancelhas.

Mas como funciona a micropigmentação nos olhos?

A micropigmentação nos olhos consiste em pigmentar um traço na pálpebra superior ou inferior, ou até mesmo nas duas. O intuito do procedimento é criar um olhar mais expressivo e bonito, e também corrigir imperfeições.

Para quem não vive sem lápis ou delineador, a micropigmentação nos olhos garante o mesmo efeito, sem ter que se maquiar todo dia. Além da praticidade de não precisar retocar nem corrigir os borrados. Imagine que incrível poder dormir sem usar demaquilante nos olhos ou ir a uma festa sem se preocupar em retocar a maquiagem!

Nos olhos, a micropigmentação é feita da mesma forma que nos lábios ou sobrancelhas, com o uso do dermógrafo, aparelho com agulhas e pigmentos específicos para essa região sensível. Os pigmentos são diferentes dos que se usam em tatuagens, na micropigmentação só a camada mais superficial da pele é atingida.

Por conta disso, a micropigmentação nos olhos deve ser reaplicada em média a cada dois anos. Também por usar pigmentos suaves, seu efeito é bem mais natural que o da maquiagem tradicional e da maquiagem definitiva.

O procedimento leva cerca de uma hora e pode-se escolher a espessura, comprimento e cores do traço. Feito bem rente à raiz dos cílios, pode ser mais grosso, mais escuro, delineado gatinho… E, claro, antes da micropigmentação nos olhos, é aplicada uma pomada anestésica. Veja mais detalhes no vídeo com a esteticista Eveline Venturin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui